Estudo sobre o impacto do IPCA na região

Decorreu esta sexta-feira uma reunião para avaliar os impactos das atividades dos Institutos Politécnicos, nomeadamente do Instituto Politécnico do Cávado e do Ave (IPCA) e Instituto Politécnico de Viana do Castelo (IPCV), nas regiões.

O estudo está a ser efetuado através de uma colaboração com o Conselho Coordenador dos Institutos Superiores Politécnicos (CCISP) e o Instituto de Geografia e Ordenamento do Território da Universidade de Lisboa (IGOT-UL).

O objetivo central do estudo consiste na avaliação integrada dos impactos económicos, sociais e culturais da atividade destas Instituições de Ensino Superior (IES) nas regiões, incluindo o estudo do alinhamento dos Institutos Superiores Politécnicos Portugueses (ISP) com as estratégias de especialização inteligente (EREI) das respetivas regiões.

Importa ter presente que o propósito deste estudo não é o de estabelecer uma comparação competitiva entre os vários ISP, mas sim, antes do mais, o de fazer um diagnóstico geral, com vista a identificar os pontos fortes e as oportunidades estratégicas de cada ISP em função das especificidades da região que serve e onde se insere.

Na reunião marcaram presença:

Representantes do IPCA e IPVC: 

Presidentes Maria José Fernandes (IPCA) e Rui Teixeira (IPVC);

Coordenadores do estudo por parte das IES: Laurentina Vareiro e Claúdia Cardoso (IPCA) e Florbela Correia (IPVC);

Vice-presentes das duas instituições Patrícia Gomes e Agostinho Silva (IPCA) Carlos Manuel da Silva Rodrigues (IPVC);

Representantes da administração local:

Presidente Câmara Municipal de Esposende, Benjamin Pereira;

Presidente da Câmara de Valença, Jorge Salgueiro Mendes;

Vice Presidente da Câmara de Guimarães, Adelina Pinto;

Vereador da Câmara Municipal de Braga, Miguel Bandeira;

Representantes do tecido empresarial:

CEO da DST, Jose Teixeira;

Administrador e CEO da F3m, Sérgio Agrelos;

Presidente da Associação Empresarial de Viana do Castelo, José Luís da Rocha Ceia;

Diretor da In.Cubo – Incubadora de Iniciativas Empresariais Inovadoras, Francisco Rodrigues de Araújo;

Comendadora da Ordem de Mérito e Diretora da Academia de Música de Viana do Castelo e da Escola Profissional Artística do Alto Minho, Carla Maria Palmeira Soares Barbosa;

Representantes do IGOT e responsáveis pelo estudo:

Mário Vale;

Luís Carvalho;

Este estudo está ser realizado noutras instituições e regiões do país, nomeadamente em 13 ISP localizados em quatro regiões NUTS III distintas:

Região Norte: 
Bragança; Cávado e Ave; Viana do Castelo.

Região Centro:
Castelo Branco; Coimbra; Guarda; Leiria; Tomar; Viseu.

Região Alentejo:
Beja; Portalegre; Santarém.

Região AML:
Setúbal.

O IPCA agradece a colaboração de todos os intervenientes, cujos contributos irão enriquecer este estudo, cuja análise e exposição mais detalhada dos resultados ficará acessível com a sua conclusão, que se prevê para breve.