Serviços Básicos

  • O serviço de VPN permite que os utilizadores possam aceder a serviços do IPCA, a partir de casa.

    Permite também, aceder a serviços WEB exteriores à rede local, fazendo a ponte entre o cliente e o servidor, por exemplo, para autenticação.

    O cliente estabelece a ligação com o servidor de VPN, que por sua vez comunica com o servidor interno ou externo.

         Utilização:

    • Acesso as várias bibliotecas científicas (B-On, etc…)
    • Acesso a plataformas internas do IPCA (iPortalDoc, etc…)

     

         Instruções de Instalação

     

  • O IPCA tem atualmente um serviço de impressão único disponível para todos os utilizadores dos recursos informáticos da instituição.

    O sistema assenta sobre equipamentos Konica e Xerox e permite uma gestão centralizada dos acessos aos recursos de dos saldos dos utilizadores.

  • Disponibilização de aplicações por via remota, possibilitando o acesso em qualquer lugar, independentemente do sistema de origem. Os alunos que necessitarem de utilizar o Software Primavera remotamente poderão fazê-lo acedendo a “remoteapp.ipca.pt” e fazer a autenticação com o respetivo username e password de utilizador.

          Exemplo:

    • Disponibilização do Software Primavera via RemoteApp

     

         Manual de Utilização

     

  • Este serviço permite a simplificação do processo de autenticação e autorização inter institucional no acesso a serviços on-line.

    Esta infraestrutura assenta no princípio de que um utilizador ao aceder a um recurso que lhe é disponibilizado, é autenticado com base em credenciais na sua instituição de origem, e é autorizado com base em atributos por ela disponibilizados de uma forma segura e confidencial.

    Este serviço disponibiliza autenticação/autorização aos seguintes serviços:

  • O serviço de DHCP (Dynamic Host Configuration Protocol) permite a configuração automática da informação de rede dos dispositivos que o utilizem.

    Dessa forma o utilizador não necessita de configurar manualmente o seu dispositivo com dados como: endereço IP, máscara de rede, gateway, servidores de DNS, etc.

    O  DHCP  usa  um  modelo  cliente-servidor,  no  qual  o  servidor  DHCP  mantém  a  gestão centralizada dos endereços IP usados na rede.

    Atribuição automática dos seguintes parâmetros da configuração de rede:

    • Endereço IP;
    • Máscara de rede;
    • Gateway;
    • Servidores de DNS;
    • Servidor NTP;

  • Este serviço efetua a tradução de nomes de domínios em endereços IP e vice-versa.

    • Possibilita ao ser humano a abstração dos endereços de rede (IP). O utilizador apenas necessita de saber o nome do computador/serviço a que deseja aceder, o serviço de DNS faz a respetiva tradução nome/IP;
    • Permite a alteração dos endereços IP dos computadores/serviços, de forma transparente para o utilizador final, já que por parte deste o acesso é feito através do nome e não do endereço;
    • Existência de uma hierarquia de domínios a nível mundial, distribuída, para que cada servidor assegure a administração do seu domínio. Assim cada instituição gere o seu domínio/subdomínios de forma independente.


         Utilização:

    • Serviço de tradução nome/IP e vice-versa.
    • Administração do domínio “ipca.pt” e seus subdomínios (alunos.ipca.pt, etc…).